Revelação
________________________________________

A fotografia não se tornou uma arte por pôr em ação um dispositivo. Tornou-se arte ao explorar uma dupla poética da imagem, ao fazer das suas imagens, simultaneamente, ou separadamente, duas coisas: o testemunho visível de uma história; e uma realidade imagética.

O ponto de partida do conceito de "Revelação" foi uma entrevista do fotógrafo, Daniel Blaufuks à revista nu # 42 abril 2014 – memória. Partindo desta entrevista, pretendo estimular o observador para um relato das suas memórias individuais, vividas ou não concretas, organizadas como uma espécie de puzzle/arquivo na nossa cabeça. Para despertar essas memórias, tenciono “autopsiar” uma câmara fotográfica, que consiste em decompor a mesma em imagens.

Escola Informal de Fotografia memória, território e imaginação - coordenação de Susana Paiva.
2014 - MNMC | Coimbra